Pandemia de chips: VW, Ford, Stellantis e Toyota em lockdown

A falta de chips está afetando toda a indústria automotiva mundial há meses, mas agora chegou em um momento de pico, atingindo ao mesmo tempo, quatro grandes players, fora outros em menor escala.

Só para termos uma ideia, a “doença” que atinge o setor cortará 40% da produção global da Toyota em setembro, algo em torno de 570.000 carros não serão recuperados posteriormente nesse ano.

Mesmo a precavida Toyota, não escapou dessa “pandemia de chips”, que reduzirá suas operações no Japão, EUA, Europa e China. Por aqui, a Toyota suspendeu a produção em Sorocaba e, como consequência, também a planta de Porto Feliz, que faz motores.

Serão 14 fábricas afetadas só no Japão com 27 das 28 linhas de montagem, perdendo assim 360.000 carros no país em 2021. Outros 80.000 nos EUA e igual número na China também, assim como 40.000 na Europa e 8.000 na Ásia.

Enquanto isso, o efeito na Europa vai se estendendo ao corte de produto. A VW suspendeu as vendas do compacto elétrico ID.3. A montadora disse em nota: “Atualmente, esperamos que a oferta de chips no terceiro trimestre seja muito volátil e restrita”.

Pandemia de chips: VW, Ford, Stellantis e Toyota em lockdown

Reinhard Ploss, CEO da Infineon, Reinhard Ploss disse: “temos limitações agudas de fornecimento em toda a cadeia de valor”. A Stellantis já avisou que as fábricas francesas de Rennes e Sochaux irão parar por falta de chips.

Na Ford, a planta de Colônia, Alemanha, suspenderá a produção por cinco dias, deixando assim de fazer no período, o modelo Fiesta. A unidade de Saarlouis, na região do Sarre, onde o Focus é feito, a operação se mantém.

Nos EUA, a Ford suspenderá a planta de Kansas City, deixando de fazer a lucrativa F-150. Por lá, 17 fábricas de automóveis tiveram a produção suspensa ou reduzida devido à falta de semicondutores.

O motivo desse pico de falta de semicondutores no setor automotivo mundial, que afeta também o mercado chinês, é o aumento de casos de Covid-19 na Malásia, que fez o país entrar em lockdown, fechando fábricas de chips e fechando os portos.

[Fonte: Automotive News/Metro/The Washington Post]

Por Ricardo de Oliveira  [https://www.noticiasautomotivas.com.br/pandemia-de-chips-vw-ford-stellantis-e-toyota-em-lockdown/]