Lá se vão mais de 100 anos desde a sua invenção, nos Estados Unidos, e o veículo automotor é um dos grandes ícones de progresso e modernidade que define o último século. Entre os motivos que fazem deste produto centenário um elemento de enorme relevância no mundo atual, podemos citar desde o fascínio e o desejo que ele desperta em qualquer ser humano até a sua função básica e primordial para o crescimento econômico e social, como o deslocamento das pessoas e o transporte de itens básicos de consumo.

Sua importância se evidencia ainda mais se analisarmos a contribuição para o avanço das áreas de pesquisa e desenvolvimento tecnológico. Para se ter uma ideia do quanto o veículo automotor influencia no estilo de vida da sociedade contemporânea, basta observar o quanto as nossas cidades, com seus viadutos, ruas, pontes e largas avenidas são adaptadas e projetadas para abrigar e facilitar a circulação dos automóveis.

Mas por trás desse símbolo, que define toda uma era da história e do comportamento da humanidade, existe uma estrutura que, por conta do resultado que gera, também é gigantesca.

A indústria automotiva é uma das maiores do mundo, fazendo girar as economias de grandes potências, gerando milhões de empregos diretos e indiretos e movimentando milhões e milhões de dólares.

 

Impacto socioeconômico

 

Em Minas Gerais não é diferente. No estado, a indústria de automóveis é representada por centenas de empresas que, juntas, empregam milhares de trabalhadores, com participação de 8,6% do PIB – Produto Interno Bruto Industrial, de acordo com números divulgados pela FIEMG – Federação das Indústrias de Minas Gerais. Segundo a entidade, o setor movimentou, em 2020, mais de US$ 700 milhões em exportações.

A cadeia produtiva do setor automotivo mineiro tem como polo a cidade de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, e produz automóveis, caminhões, ônibus e tratores. Uma indústria que se faz presente nos cotidianos de milhões de pessoas no Brasil e o no mundo, gerando emprego e desenvolvimento social na comunidade onde atua, garantindo a mobilidade urbana e a produtividade no campo, além do transporte de cargas e produtos.

 

Muitas indústrias em uma

 

Quando falamos sobre a indústria automotiva não estamos falando só de uma, mas de vários setores industriais que formam uma extensa cadeia produtiva. São fábricas que fornecem peças, equipamentos e acessórios para a montagem dos veículos, além de atividades de pesquisa e tecnologia que nasceram, investiram e cresceram em torno da montadora.

A indústria mineira de automóveis, por exemplo, é formada por 589 empresas que, juntas, geram emprego e renda para mais de 48 mil trabalhadores. Dentre os segmentos que flutuam na órbita do setor automotivo, se destacam os de aços e derivados, materiais eletrônicos – além de artigos de borracha e plástico, aços e derivados, entre outros.

De maneira direta, podemos dizer que quanto melhor caminha o segmento automobilístico, maior é o sucesso de todas as indústrias que formam a cadeia do setor. E mais oportunidades são geradas para todos os mineiros.

Inovação, segurança e sustentabilidade

 

Muito além do impacto econômico, a indústria automotiva mineira cumpre o seu

papel no compromisso com a preservação ambiental e o futuro sustentável do nosso planeta.

Nesse sentido, vale destacar os investimentos feitos pelo setor com o objetivo de encontrar soluções para os problemas que afetam, principalmente, as médias e grandes cidades brasileiras como a poluição e a mobilidade urbana.

A estratégia integrada de clima, energia e mobilidade impulsiona os centros de pesquisa e tecnologia da indústria no desenvolvimento de motores limpos, elétricos e carros híbridos, que causam impactos mínimos ao meio ambiente.

Em outra frente de inovação, a indústria também investe pesado em pesquisa e desenvolvimento de tecnologias para segurança automotiva. O desafio é criar condições cada vez mais adequadas para o conforto e a proteção dos usuários dos veículos automotores.

 

Olhar para frente

 

Com tamanha relevância para a economia e presença nas vidas das pessoas, a indústria automotiva de Minas Gerais mostra-se cada vez mais preparada para encarar os desafios que vêm pela frente.

Em um mercado cada dia mais competitivo, repleto de tendências tecnológicas e novos comportamentos de consumo, o setor sabe da necessidade de se investir constantemente na criação de produtos capazes de reunir segurança, conforto, tecnologia e praticidade para continuar crescendo, superando expectativas e despertando os desejos de consumidores cada vez mais exigentes.

Fonte: G1